8 Comments

E eu sempre me perguntei por que fui pro franc锚s em vez de escolher o alem茫o... Obrigada por indicar caminhos para entrar no mundo do Latour; sempre quis l锚-lo, nunca soube por onde come莽ar 鉂わ笍

Expand full comment

Engra莽ado que do franc锚s eu sempre estive meio 脿 margem. J谩 botei na cabe莽a mais de uma vez que iria aprender, comprei livros, fiz cursos em 谩udio, at茅 me coloquei como objetivo ler J煤lio Verne no original, mas acaba que outras urg锚ncias sempre surgem. E preciso ler o Bruno Latour! Sempre bom te ler <3

Expand full comment

Ana, que do莽ura essa cartinha! E veja voc锚 que coisa maluca: eu estou lendo Rilke ( o poeta austr铆aco nascido em Praga) em franc锚s, a vida pode ser linda assim numa sexta feira qualquer.

Na edi莽茫o francesa de Cartas a uma Jovem Poeta h谩 a vers茫o em alem茫o e franc锚s de um poema que ele (Rilke) escreveu como a dedicat贸ria num livro de Baudelaire que presenteou a Anita Forrer ( a poeta em quest茫o). Li esse poema hoje pela manh茫 e pensei em voc锚.

Vou te mandar por e-mail a imagem para voc锚 se deleitar.

Expand full comment

Que honra estar nesse roda news. <3 No mais, franc锚s 茅 um dos meus desejos de aprendizado, fiz um semestre anos atr谩s e amei. Ainda h谩 tempo, temos de guardar sonhos para a terceira idade haha

Expand full comment

O Latour est谩 presente na minha disserta莽茫o de mestrado, l锚-lo no come莽o dos anos 2010 inaugurou uma nova rela莽茫o com o franc锚s - eu tava acostumada com Foucault, Deleuze etc. O Bruno era moderno, malemolente e muito sagaz. Ficam seus apontamentos e inc么modos pra gente continuar se questionando e construindo ci锚ncia e literatura nesse mundo de trevas!

Obrigada pelo texto!

Expand full comment